8 de dez de 2010

Cambodia

Impressionantes templos em Siam Riep /  linda e carente criança combodiana.









Doce típico do Cambodia, feito com açúcar de palma. O processo para se fazer e o sabor, lembram a rapadura do Brasil.






Frangos e bananas assados no espeto de bambú.



Amok, o típico prato do Cambodia, feito com peixe, leite de côco, folha 
de limão, lemon grass. E é servido dentro do próprio côco. Delicioso!





Street food em Kuala Lumpur

A Malásia é praticamente uma feijoada. Uma mistureba completa de chineses, indianos, vietnamitas, indonésios e claro, alguns malaios...  

Com a comida não é diferente, há uma rua em Kuala Lumpur chamada Jalan Alor, perfeita para se provar street food da Ásia toda. Noodles, Dim Sum, pato assado, peixe frito apimentado, grilo frito, satay, e por aí vai.... 

Dim Sum chineses
Pato (inteiro) assado e Noddles

Satay, espetinhos de carne ou frango no bambú, com molho de amendoim e tamarindo





E nem preciso dizer que o passeio fica ainda mais completo com a vista destes 2 foguetes que são as Petronas!





Som Tum, salada picante de papaia verde


Deliciosa, refrescante, rápida e fácil de fazer. 
Uma receita tailandesa, mas no Laos encontra-se o mesmo prato mas com outro nome, o tam mak hoonge e no Camboja é o bok l´hong.

Esta salada é uma combinação dos sabores da cozinha tailandesa: o ácido do limão, o picante da pimenta, o salgado do molho de peixe e o doce do açúcar mascavo. E ao contrário do que parece, a papaia verde não tem gosto de papaia....

Quer tentar fazer em casa?

- 1 papaia realmente verde, descascada e cortada em julienne (tirinhas).
- alguns camarõezinhos secos.
- 1 colher de sopa de amendoim torrado.
- 1 pimenta dedo-de-moça
- 1 ou 2 dentes de alho amassados
- 5 vagens cruas cortadas
- 5 tomates cerejas cortados ao meio
- 1 colher de sobremesa de açúcar mascavo
- 1 colher de sopa de Nam Pla (molho de peixe)
- suco de 1 limão

Misturar tudo muito bem, de preferência com um pilão. E está feito!


Esta salada acompanhada do sticky rice (arroz pegajoso) do Laos, é das minhas combinações favoritas.



É tudo com Arroz




Aqui na Ásia, independente do país, a refeição incluí arroz. Seja no café-da-manhã, almoço, lanche ou jantar. 
No Laos, eles utilizam estas cestinhas para manter o arroz aquecido, o arroz é bem pegajoso (sticky rice), sem sal, sem tempero algum, ele é apenas cozido no vapor. Come-se com a mão, fazendo uma bolinha e molhando no caldo da comida. 
Perfeito para acompanhar uma salada de papaia verde ou algum curry. Delicioso!


As plantaçãoes de arroz por toda Ásia ainda são há moda antiga. Não há máquinas, é tudo plantado e colhido com as mãos. Todos os dias é possível ver alguém cuidando das plantações, um processo muito artesanal e trabalhoso. Deve ser isso que faz o arroz daqui ser tão especial. 

27 de nov de 2010

"Sky Bar" em Bangkok



Bangkok é moderna, internacional, limpa, é uma maravilha de capital.
E vale mais ainda se for vista de cima, da vista de alguns dos magníficos "sky bar" espalhados pela cidade.
Uma visita à Bangkok sem uma Singha ou Chang Beer ao pôr-do-sol, num "terraço" desses, não fica completa.
Estas fotos são do Lebua at State Tower. 
O bar do hotel, fica no 63º andar!
A vista é de tirar o fôlego, assim como os preços do cardápio! 
Recheado de vieras, foie gras, lagosta, champagne, caviar...
Para visitar não precisa pagar, mas tem que se vestir como gente grande, homem de bermuda não entra (Marcão ficou para fora, claro!) Eu subi sozinha, tirei as fotos, não comi nenhuma azeitona, e desci.
Sem graça? Não! Valeu cada segundo. Mas aceito doações para a próxima visita!






Amazing Thailand



Feche os olhos, imagine, sonhe. Quando pensa em Tailândia o que vem à sua cabeça?
Talvez um passeio de elefante pelas plantações de arroz?
Templos com Budas lindos, grandes e dourados?
Ou quem sabe as praias paradisíacas, com o coqueiro que tomba sobre a água azul-cristalina?
Peixes, grandes, pequenos, coloridos?
A confusão da deliciosa/caótica Bangkok?
Ou as casas de massagem com lindas tailandesas?
Sim, a Tailândia é tudo isso, é tranquila, é festa, é religião, é aventura, é paraíso, e principalmente é sabor e cor.
Aqui tudo é mais colorido, saboroso e mais cheiroso.
Um passeio pela manhã, vale pelo cheiro de arroz de jasmim recém cozido. Pela tarde o curry, a pimenta que faz os olhos arderem, o refrescante sabor de capim-limão e da folha de limoeiro, que nos faz sentir dentro da uma sauna.
Tão simples, natural e com combinações perfeitas.
Aqui comida é cultura, é tradição e tudo isso é simplesmente delicioso!

batata-frita enrolada no palito, enfeite de jasmim para oferendas nos templos, panquecas crocantes com fios de ovos.


frango assado no palito de bambú, mercado de verduras e mercado de peixe em Phuket.
lindas frutas e legumes no mercado em Bangkok.

 
pasta de curry, lindos sorvetes de chá, peixe seco e mercado noturno em Phuket.
ovo-frito de codorna

9 de nov de 2010

Cooking Class in Thailand


Cooking Class in Thailand
Upload feito originalmente por anacristorres10
Uma experiência fantástica não só para quem sabe ou gosta de cozinhar.... todos os turistas se divertem nestas aulas express de cozinha tailandesa.

Seguem as receitas que coloquei no vídeo: o famoso Pad Thai e, para mim dos melhores pratos tailandeses, a sopa de camarões com leite de côco. Façam em casa, é muito fácil, divertido e sensacionalmente delicioso!!!!

Pad Thai (serve 1 pessoa)

100 gr Noodle de arroz (deixar de molho em água natural 30 min antes de utilizar)
2 col sopa óleo (não usar azeite ou óleo de gergelim)
1 col sopa açúcar marrom (mascavo ou demerara)
2 col sopa nam pla (molho de peixe) ou shoyu
1 ovo
1/4 xíc. de broto de feijão
1 col sopa alho amassado
1/3 xíc. Tofu extra firme (casca amarelo) cortado em tirinhas
1 col sopa de pasta de tamarindo ou vinagre branco
1 col sopa amendoins torrado e picado
1/2 col de pó de chilli
suco de 1/2 limão
5 camarões médios, limpos e sem casca
3 cogumelos cortados em pedaços
2 talos de cebolinha picada


Aquecer o óleo em fogo médio, adicionar o alho, fritar, adicionar camarões, tofu, broto de feijão, cebolinha, mexer.
Abrir o ovo em cima dessa mistura, mexer até virar ovo mexido
Adicionar os noodles, açúcar, nam pla, amendoim, pó de chilli, tamarindo, mexer bem, e continuar fritando.
Quando o noodle estiver transparente, cerca de 3 min, desligar o fogo.
Servir com mais broto de feijão crú, amendoim e espremer o limão em cima.

---------------------------------------------------------------------------------------------

Tom Yum Koong (sopa de camarão com leite de côco)

1/2 xic de camarões médios ou cubos de frango
3 cogumelos cortados em pedaços
1 lemongrass (capim-limão) cortados em pedaços grandes
3 folhas de limão Kaffir, rasgadas no meio
1 pedaço de gengibre galangal, cortado em fatias grandes
1/2 col sopa nam pla (molho de peixe) ou shoyu
1/4 col sopa suco de limão
1 xic água
1/2 tomate cortado em pedaços grandes
folhas frescas de coentro para enfeitar
1 cebolinha picada
1 col sopa de pasta Thai com chilli (nam prik pow - pode ser encontrada em lojas orientais ou asiáticas)
3 col sopa de leite de côco
1 pimenta dedo de moça vermelha fatiado grande

Na panela coloque a água, capim limão, galangal, folha de limão, cogumelos, pimenta dedo de moça e tomate para ferver.
Adicionar os camarões ou frango, cozinhar até ficar branquinho.
Adicionar o leite de côco, suco de limão , nam plat e a pasta thai.
Ferver por 2 min e servir com folhas frescas de coentro.

Pad Thai on FoodistaPad Thai

Thai Pancake


Thai Pancake
Upload feito originalmente por anacristorres10
Essas panquecas são um sucesso de vendas na Tailândia, são deliciosas, doces ou salgadas, mas a de banana é a que mais vende, vai de café-da-manhã, almoço ou até pós-barzinho...
Em toda esquina você vê algum Thai rodopiando esta massa tão leve e crocante...
Claro que pedi a receita da massa, eu por enquanto não posso testar para ver se funciona mesmo, mas se alguém quiser tentar em casa...

Detalhe: as panquecas tailandesas, na verdade são indianas....


Para 1 kg de farinha de trigo, adicionar 2 ovos, uma pitada de sal e 1 lata de cream, (é um creme de leite líquido, nós não temos isso no Brasil, mas pode utilizar uma lata de creme de leite normal, diluído com leite)
Misturar tudo com as mãos, descansar a massa, fazer bolinhas, untar com óleo e se aventurar no estica e roda!

7 de nov de 2010

O Rei MOMO

A caminho do Annapurna Base Camp...



Crianças nepalesas nos acompanham no nosso trekking


Como o frango chega lá em cima da montanha....!

O maravilhoso caminho pelo Himalaya.
Após nossa turbulenta passagem pela India (que vai ficar para outro post), pegamos um vôo de Varanasi até Kathmandu,  de onde pudemos avistar o maravilhoso Himalaya. As montanhas gigantes e magníficas do Everest, Annapurna,... emocionam qualquer um, a energia do Nepal é diferente, as pessoas são simpáticas, a natureza é fantástica, um país completo para qualquer viajante que curte natureza.
Fizemos um trekking de 10 dias para chegar até o Annapurna Base Camp, foram 4300mt difíceis, mas muito gratificantes. Começei a entender porque é tão bom fazer estas caminhadas longas e sofridas, a paisagem que curti por estes dias não se encontra em qualquer lado, não se chega de avião, muito menos de carro, tem que andar, andar muito, 8, 10 horas por dia, subindo, subindo, subindo.... Está aí o segredo, você chega sozinho, com ajuda das suas próprias pernas e mais nada, quer dizer, tem a ajuda de muita comidinha boa de montanha, há alojamentos por toda caminho, onde podemos dormir e repor as energias depois de todo dia de caminhada. E nada melhor que os MOMOS, são uns pastéizinhos assados no vapor, estilo do guioza japonês, recheados de legumes, frango ou carne de Yak.
Deliciosos e leves, eles conquistaram todos os aventureiros pelo caminho.


27 de out de 2010

Higiene??


higiene??
Upload feito originalmente por anacristorres10
Quem falou que viajar é um luxo? Minha rotina é essa, enfrentar desafios bacterianos como esse quase todo dia.
Neste "boteco" de rodoviária numa vila na Geórgia, a folha de caderno rabiscado e bem sujo, vira guardanapo!
Pena que eu não tirei foto da unha da senhora que fazia estes pastéis, dava vontade de chorar, mas eu não chorei, eu pedi uma cerveja, e desapeguei!

Fica aqui um convite à minha cunhada Karla, que tanto aprecia lugares limpos como esse...quando quiser te trago aqui nesse butequim, viu?!

Balik Ekmek


Istambul
Upload feito originalmente por anacristorres10

Istambul é sem comentários, só digo uma coisa, merece uma visita!
Pelos monumentos lindos espalhados pela cidade, pela energia contagiante, pelas pessoas e mais ainda pela comida, frutos do mar fresquíssimos mas para comer sem frescura!
A cidade é repleta de bares e restaurantes charmosos que ficam lotados de segunda à segunda, mas melhor ainda são os barcos que ficam à beira do estreito de Bósforo preparando o Balik Ekmek, um sanduíche de peixe tão simples e tão saboroso, apenas com alface, cebola e limão. Ao fim do dia estas barracas ficam lotadas de gente, todos preparados com um Balik na mão para ver o sol se pôr atrás da lindas mesquitas de Istambul.





24 de set de 2010

Geórgia, anyone?!

Nosso ponto alto da viagem sempre foi chegar na Armênia, país da família paterna e materna do Marcão. 
Estávamos em Dogubeyazit na Turquia, apenas 30 km da fronteira com Armênia, mas não pudemos atravessar por aí, a fronteira entre estes 2 países ainda está fechada.
Ok, então lá vamos nós pegar mais horas e horas de estrada, para dar a volta por cima e entrar pela Geórgia e finalmente na Armênia. Claro que nada é tão simples  assim e demoramos quase 3 dias para conseguir atravessar tudo isso. Mas ter dado esta passada relâmpago pela Geórgia, valeu a pena, foi bem interessante dormir numa vila rural, num país pequeno, já quase na Rússia. 
Eu me senti a Madona do pedaço, por onde passava, todos olhavam, fofocavam e sorriam. Não devem receber turistas com frequência, já na fronteira entre Turquia e Geórgia, os guardas pegaram nosso passaporte, e riam entre eles, riam de alegria, éramos os primeiros brasileiros a atravessar aquela fronteira!! Eu achei fantástico!
Brincamos de mímica a todo momento, NINGUÉM falava um Oi em inglês. Encontramos um bar/restaurante e apontamos para a comida e bebida do vizinho, querendo dizer, traga igual para a gente!  Não interessa se é bom ou ruim, nem como é feito ou com se chama, temos fome e sede! 
E veio um tipo de pastel cozido no vapor, recheado de carne e especiarias. Muito bom!! Depois descobri o nome, Khinkali. A cerveja georgiana também é muito boa. 



Nem me despedi da cidade, vamos ter que fazer todo o caminho de volta e passar por lá novamente….

repolho monstro

Alguém já viu repolho tão grande assim?
Estes eu encontrei na cidade de Erzerum na Turquia e pesam cerca de 5kg cada um!!! 
Já imaginaram o cheiro da cidade?!!




O sorveteiro que dá um show!


Sorvete na Capadócia
Upload feito originalmente por
anacristorres10
Esse sorveteiro engraçado está dentro do "open air museum" em Goreme, na Capadócia. 
Ele fica fazendo este showzinho de rodar o sorvete no ar e atrai atenção de todos os turistas babões, inclusive eu claro! 
A tradição de rodar o sorvete no ar é para deixá-lo mais cremoso, faz a mesma função da máquinas de sorvete, estica, puxa, roda, estica, puxa….quanto mais, melhor.
O sorvete em si não chega a ser mil maravilhas, mas neste cenário e com esta apresentação, não pude resistir, fui lá me divertir e me deliciar.




Pottery Kebab, tradição da Capadócia


Pottery Kebab, Turquia
Upload feito originalmente por anacristorres10





 








A Capadócia é linda e deliciosa, além de valer a viagem pela beleza, esta região na Turquia também conquista pelos sabores. 
Comida turca de interior, caseira, saborosa, familiar, feita com carinho. 
Pottery kebab é a marca da região, principalmente na vila Goreme. 
Carne e legumes são cozidos no forno à lenha em potinhos de barro lacrados com pedaço de massa de pão. 
Teoricamente demora cerca de 3 horas para ficar pronto, cozinhando bem lentamente…você tem que avisar o restaurante na hora do almoço que vai querer jantar o pottery kebab, assim eles  preparam com antecedência. 


Mas com tantos turistas esfomeados na região, eles deram um jeito de "trapacear" e também fazem a versão "para gringo ver" em apenas 30 minutos. De qualquer maneira vale à pena e é divino, a carne e os legumes derretem na boca.
E para acompanhar, nada melhor que um vinho tinto da região da Capadócia, é surpreendente...