30 de jun de 2010

Bem vindos à Africa do Sul!

Chegamos em Johannesburg, uma das cidades mais importantes da África do sul, o país mais rico da África, mas não me pareceu lá muito rica não, a pobreza e os problemas sociais estão por quase todo lado. Fomos proibidos de sair do hotel à pé, dar uma volta no quarteirão, conhecer as redondezas…nem pensar! Eu falei para o segurança do hotel que sou de São Paulo e lá também tem muitos problemas…ele me olhou com uma cara brava, me fazendo jurar que não sairia à pé nem para atravessar a rua e comprar uma água na lojinha em frente…ok o senhor venceu!


Mas o que interessa é que tive o prazer de provar a maior delícia de sempre, chegou a ser emocionante de tão bom. Uma pena que ninguém tenha a receita desta maravilha…ou talvez o Dunga tenha!

De última hora, conseguimos ingresso para assistir ao vivo o Brasil marcar 3 contra o Chile.

Foi muito emocionante torcer num estádio lotado.

Os chlienos, coitados, tiveram que levar suas empanadas embora…

Mas nós ficamos, sambamos e vibramos!

Ah foi lindo e delicioso!


E para comemorar, fomos ao bar com uma turma de amigos que fizemos no hotel. Provei mais uma belezinha, a Savanna, uma cidra que todos bebem por aqui como se fosse cerveja, me lembrou o keepColler das antigas, me pareceu mesmo bebida de adolecentes, mas a garrafinha é linda, pena que estamos de mochila, senão já levaria uma para casa…


Aí, um dos caras da mesa pediu uma cerveja:

- Do you have black beer, man? Really black, like your skin?

- Yes, bafana bafana, of course!

E veja só que preta que era a cerveja…














Mandarei mais notícias de Cape Town!
beijos!

24 de jun de 2010

A mala já está pronta, e nem ficou tão grande e pesada quanto eu imaginava, vou aprender a conviver com praticamente o mesmo conjuntinho de roupa por vários meses e quando enjoar, troco, dou ou compro outro trapinho...
E a idéia é mesmo essa, desapego material durante toda a viagem e quem sabe pela vida toda, aliás, nunca ouvi tanto um "nossa mas vcs ganharam na loteria para poder fazer esta viagem?" não, nossos valores é que são outros, o valor cultural, a experiência de vida, e as lições que aprenderemos nesta viagem, são mastercard, não tem preço.
Juntamos nossos troquinhos durante 4 anos de trabalho em Portugal, e agora vamos gastá-lo com o maior prazer do mundo.
Poderíamos trocar toda esta experiência por um carro, lindo, moderno, último modelo, mas pra quê? Primeiro vou tentar descobrir qual o propósito desta minha vida por aqui e descobrir quais são meus verdadeiros valores.
Afinal nunca fui de muitas compras, então acho que não vou sofrer tanto. Vou sofrer mesmo é se não puder experimentar todas as comidas que gostaria, mas ainda bem que comida a gente compra e come, não tem que ficar carregando peso na mala, o peso eu vou carregar nos "pneuzinhos" mesmo...e isso eu já estou acostumada, rsrsrs.


13 de jun de 2010

Volta ao Mundo em 365 Sabores

Já começo a sonhar...

A degustação/ aventura vai começar no final de junho de 2010, serão 365 dias, 6 continentes, 28 países, várias cidades e milhares de sabores...

O primeiro prato será a África do sul (para ver o Brasil ganhar) de lá vamos fazer uma voltinha pela Namíbia, Botswana, Moçambique, voltar para Johannesburg e pegar um vôo direto para o Egito. Vamos percorrer por terra o oriente médio, passando pela Jordânia, Líbano, Siria, Turquia e Armênia. Haja esfiha e Kebab!

A seguir um vôo que vai nos levar do Babaganouch ao Curry!
Direto para Mumbai. Será uma (grande) etapa por terra até a Tailândia. Vamos cruzar todo o centro da India de trem, carro, ônibus, rickshaw... passando por Varanassi e Calcutá e talvez um pulinho até o Nepal.

Seguindo por terra vamos para Myanmar, Laos, Vietnam, Cambodia, serão kilômetros de gengibre, nam pla e leite de côco.

De Bangkok iremos até
Hong Kong e depois ao Japão, o bife Kobe que me aguarde!

De lá faremos mais um percurso por terra, serão 80 dias pelo
Bornéo, Malásia, Philipinas, Indonésia e Singapura.

Mais um vôo até Sydney, Austrália, o, não vou provar o canguru! Seguindo para Nova Zelândia, e o paraíso da ilha Fiji.

É hora de ficar com cara de abacaxi no
Havaí, de lá para San Francisco, e bora atravessar os USA de carro até New York City. Quero provar as comidas dos botecos americanos, wings, chips, barbecue, e a famosa clam chowder em Boston.
Após alguns hot dogs, e vários quilos a mais , São Paulo, here we go!

Espero que nosso roteiro siga firme e forte, manterei-vos atualizados, e sempre que possível com várias receitinhas originais!

Boa viagem para nós!

(segue mapa da viagem abaixo)


3 de jun de 2010

Antes de eu começar a minha prova de comidas e sabores pelo mundo, vou fazer uma lista das melhores coisas que já provei por aí e acho que todos deveriam se dar este prazer uma vez na vida.

PS: Em ordem alfabética para não menosprezar nenhuma destas delícias!

1. Acarajé da Cira em Salvador.
2. Ameijoas à bulhão pato em Lisboa, acompanhado de vinho verde Alvarinho
3. Barreado em Morretes, Paraná
4. Bauru do ponto Chic em São Paulo
5. Beirute de Rosbife do Frevinho em São Paulo
6. Bitoque (vulgo bife à cavalo) do Sem Palavras em Lisboa
7. Burrata (se não conseguir provar na Itália, prove a da pizza Braz!)
8. Cannolo Siciliano (a origem é da Sicília, mas em qualquer parte da Itália é fabuloso)
9. Cerveja Trapiste em Bruxellas
10. Churros Madrilenos com chocolate quente às 5 da manhã após a noitada em Madrid
11. Conchinilllo de Segóvia ( é tão macio, que cortam o porquinho com um prato em vez de uma faca)
12. Confit de Pato no bistrô Les Philosophes em Paris ( o steack tartar deles tb é incroyable)
13. Couscous Marroquino com Cabrito (em Marrocos, of course)
14. Crème Brûlée no Chez Julien em Paris (este sim a Amelie Poulain merecia quebrar a casquinha...)
15. Creme de Lagosta no porto de Reykjavik, Islândia
16. Croissant e baguette às 6 da manhã de qualquer boulangerie en France.
17. Escargot com manteiga de ervas no Au Pied de Cochon em Paris
18. Falafel do L'As du Falafel em Paris
19. Foie Gras com tostas de brioche (e uma tacinha de Sauternes)
20. Frutos do mar de qualquer espécie na Cervejaria Ramiro em Lisboa
21. Gyros em Athenas
22. Ice Wine austríaco ou canadense (vale cada centavo)
23. In-N-Out Burger na Califórnia
24. Jamon de Bellota na Cerveceria del Comercio em Salamanca (esse derrete na boca e faz a gente chorar por mais)
25. King Crab no fishmarket de Bergen na Noruega (mais fresco impossível)
26. Macarrons do Peirre Herme
27. Madaleines de Pistache da Fouchon, para comer sentado na Place de la Madaleine
28. Madzunôv Kiofté da Casa Garabeh em SP
29. Meatballs com purê de batata e geléia de groselha na Escandinávia
30. Mexilhoes à espanhola da Tasca do Domingos, praia do Meco, Portugal
31. Mojito na Bodeguita del Medio em Havana
32. Moule et Frites no Leon de Bruxeles em Paris
33. Nutela (feito na Itália ou Holanda)
34. Omelete de La Mere Poulard na Normandia ( o mais caro e mais fofo omelete de sempre)
35. Ostras frescas apenas com sal e limão (as orgânicas da praia de Pipa são as melhores!)
36. Paneer Massala em Palolem beach, Goa.
37. Pastelzinho do Giba em São Paulo
38. Pato à Pequim (ainda não provei EM Pequim)
39. Picanha e seus deliciosos acompanhamento no Braseiro da Gávea no RJ
40. Pimiento de piquillo relleno de bacallao em Sevilla
41. Pretzel e cerveja Paulaner na festa da cerveja em Munique
42. Pudim de leite do Alex Atala (de chorar por mais)
43. Queijo feta na Grécia (a paisagem faz até o queijo ficar mais saboroso)
44. Raclette (de preferência no frio, com neve e acompanhado de vinho branco)
45. Sanduba de mortadela do mercadão de São Paulo
46. Sopa de carneiro na Islândia
47. Sorbet de lucia-lima com manjericão do Alex Atala
48. Sorvete de Caramelo salgado da Bertillon em Paris
49. Tapas em Barcelona
50. Tartiflete
51. Tomate de Creta
52. Toro ( a parte gorda e mais fantástica do Atum)
53. Trufas Brancas de Alba, de preferência acompanhado de ovo à la qualquer maneira.
54. Ufa! E uma taça de Perrier Jouet Belle Epoque em Epernay, Champagne, para fechar com chave de ouro!