23 de mai de 2011

Lovo I Love



Eu falei sobre um dos pratos mais tradicionais de Fiji, o Kokoda, mas não falei do mais gostoso...o Lovo.
Embrulhadas em folhas de palmeira e bananeira, as carnes de porco, peixe e frango são cozidas com o calor de pedras aquecidas e enterradas embaixo da terra. 
Ficam lá por mais de 5 horas, para cozinhar lentamente e apurar bem o sabor de fumo.
O Lovo, como é chamado, significa "earth oven", é feito em dias de festa, de nascimento, casamento, enterro ou até para alimentar viajantes esfomeados, como eu!
Um processo artesanal que leva tempo e dedicação, do jeito que eu gosto, slow food.  

As pedras começam a ser aquecidas, quando a madeira vira brasa, eles colocam a comida e enterram.
As cestas de folhas que são trançadas manualmente para "embrulhar" a comida que será cozida.



Hora de desenterrar as carnes e saborear o Lovo.

14 de mai de 2011

Bula Fiji!


A turma do fundo toca um cavaquinho, a turma da frente canta e estampa um grande sorriso no rosto, todos dançam, a música termina e juntos gritamos: BULA! Bula significa Olá, seja bem vindo, saúde, vida....
Foi assim que nos receberam em cada ilha, em cada casa, em cada vila que visitamos em Fiji, um arquipélago (que nem preciso dizer paradisíaco) no meio do oceano pacífico. 



Uma energia boa que contagia, o sorriso não sai da nossa cara, a cada curva que o barco faz, um outro paraíso escondido, praias desertas, água cristalina, peixes enormes, lindos, coloridos...
Fiji encanta pela beleza natural e pela delícia de ser recebido com tanto carinho.















Tá, mas e a comida?
Garrafa estilo vintage, a cerveja local Fiji bitter é a favorita dos visitantes.


Kokoda, o prato mais tradicional de Fiji, é feito com cubos de peixe crú marinado no leite de côco, limão, cebola, coentro, cebolinha e tomate. 
É um tipo de Ceviche, já que o peixe é "cozido" no limão.  
Muito fácil de fazer, simples e saboroso.
Perfeito para o calor de Fiji, para ser servido como salada ou entrada, combina muito bem com a cervejinha local, FIJI.
A famosa caverna em Blue Lagoon
do filme A lagoa Azul.
          Crianças fijianas, lindas e sorridentes.

Saiu na revista Joyce Pascowich!



9 de mai de 2011

Nova Zelândia: 2 ilhas, 1000 sabores


A Nova Zelândia é assim, cheia de aventuras, esportes radicais, paisagens magníficas, muitos vinhos e sabores. 


O país é dividido por 2 ilhas, norte e sul. Nas duas, pode-se encontrar uma grande produção de vinho. No ilha norte fica a região de Hawkes Bay, conhecida pela produção de bons Chardonnay. Já na ilha sul, fica a região de Marlbourough, famosa internacionalmente pela produção de frescos e deliciosos Sauvignon Blanc.

Vinícula Cloudy Bay na ilha sul, para mim dos melhores vinhos
(de preço acessível) da Nova Zelândia.






Eu, feliz e contente entre as vinhas

Ao norte da ilha sul, fica a vila de Havelock, a capital mundial e a maior produtora de mexilhões da casca verde. São também muito exportados e, embora eu não ache que são dos melhores, foi muito bom prová-los  bem frescos e acompanhado do bom vinho Sauvignon Blanc da região.



Restaurante na vila de Havelock, especialista em Mexilhões.
Detalhe para a panela no telhado do restaurante...


 Outra exportação muito famosa da Nova Zelândia é a carne de ovelha e carneiro. A população de ovelhas no país é impressionante, são mais de 10 ovelhas per capita. A ilha sul, que é mais desabitada, no caminho entre uma vila e outra, há muitas fazendas com ovelhas e mais ovelhas. Posso dizer que vi mais delas do que pessoas em muitas regiões por lá. E essas gracinhas produzem tantos gazes que são as principais responsáveis pelo efeito estufa do país...! 
Será por isso que a carne é tão tenra e saborosíssima??


Só posso dizer que eu fiquei completamente apaixonada por todas as maravilhas que este país pode oferecer. Muita gente simpática, muita comida boa e paisagens que ficarão para sempre na minha memória. 
New Zeland, I love you!

As maravilhosas e famosas trutas da Nova Zelândia.
É dos melhores lugares do mundo para a pesca deste peixe.
Essa aí é da região do lago Taupo, na ilha norte
.